DIRETORA DA ANP QUESTIONA OBRIGATORIEDADE DA PETROBRAS NO PRÉ-SAL
28 de agosto de 2013

Em audiência pública no Senado, realizada no dia 28 de agosto a diretora da ANP, Magda Chambriard, recomendou que o Congresso discuta se a Petrobras deve, obrigatoriamente, participar de todas as oportunidades do pré-sal. “A natureza nos dará um ou dois Roncadores, um Tupi, e uma porção de outras oportunidades menores. O que cabe discutir, é se uma empresa do porte da Petrobras tem que ser obrigada a produzir uma oportunidade pequena”, declarou a diretora. Chambriard foi questionada pelos senadores sobre a participação compulsória de 30% da companhia, como operadora, nos blocos de exploração do pré-sal. A licitação da área, marcada para 21 de outubro, prevê um bônus de assinatura de R$ 15 bilhões.

In public hearing on the Brazilian Senate, held on August 28th, ANP’s General Manager, Magda Chambriard, suggested that the Congress discuss if Petrobras shall, compulsorily, participate of all pre-salt opportunities. “The nature will give us one or two Roncador, one Tupi and many smaller opportunities. What must be discussed is if a company with Petrobras’ size must be obliged to produce a small opportunity”, said the manager. Chambriard was questioned by the senators about Petrobras’ compulsory participation of 30%, as operator in all pre-salt exploratory blocks. The bidding of that area is scheduled for October 21st and establishes a signature bonus of R$ 15 billion.